SELVA AMAZÔNICA II


Selva Amazônica II

A Amazônia (português brasileiro) ou Amazónia (português europeu). 

(Passar com o ponteiro do rato nas imagens para ver legendas)

Mapa de Microrregiões do Amazonas

É muito difícil para mim resumir de forma sucinta tudo o que vi, (e vivi) na Amazónia …
Tenho por ela um sentimento maravilhoso e um fascínio difícil de descrever!.. Razão pela
qual decidi partilhar toda a informação, (texto e imagens), em capítulos, tornando assim a leitura mais aprazível.

Este capitulo será dedicado apenas à informação territorial sobre a Amazónia que ocupa todo o Estado do Amazonas, um dos 26 do Brasil, mais o Distrito Federal, onde está a Capital Brasília.
Bacia hidrográfica do Rio Amazonas
A Amazónia é uma floresta latifoliada húmida que cobre a maior parte da Bacia Amazónica da América do Sul.
Esta bacia abrange sete milhões de quilómetros quadrados, dos quais cinco milhões e meio de quilómetros quadrados são cobertos pela floresta tropical. Esta região inclui territórios pertencentes a nove nações. A maioria das florestas está contida dentro do Brasil (60 por cento da floresta), Peru (13 por cento) e pequenas parcelas pertencentes à Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e França (Guiana Francesa). Estados ou departamentos de quatro nações têm o nome de Amazonas por isso. A Amazónia representa mais da metade das florestas tropicais remanescentes no planeta e compreende a maior biodiversidade numa floresta tropical do mundo. É um dos seis grandes biomas brasileiros.
No Brasil, para efeitos de governo e economia, a Amazónia é delimitada por uma área chamada "Amazónia Legal" definida a partir da criação da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM, em 1966. É chamado também de Amazônia o bioma que, no Brasil, ocupa 49,29% do território e abrange três (Norte, Nordeste e Centro-Oeste) das cinco divisões regionais do país, sendo o maior bioma terrestre do país. Uma área de seis milhões de hectares no centro de sua bacia hidrográfica, incluindo o Parque Nacional do Jaú, foi considerada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, em 2000(com extensão em 2003), Património da Humanidade.     
O Estado do Amazonas é o maior em área territorial do País, com 1.559.161,682 quilômetros quadrados, o equivalente ao território de cinco países, somados: França, Espanha, Suécia e Grécia. Ou seja, 18 vezes PORTUGAL. O Estado detém um dos mais baixos índices de densidade demográfica do país, com 2,23 habitantes por quilômetro quadrado, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A população do Estado,  de acordo com o Censo 2010, tem 3.483,985 habitantes, dos quais 2.755.490 vivem na área urbana e 728.495 na área rural. A capital Manaus, um dos 62 municípios do Amazonas, é cidade mais populosa da Região Norte,  com total de 1.802.525 habitantes. 
O IBGE, (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), identificou 65 grupos indígenas no Estado, que detém a maior população de índios do País, no total de 168.680, de acordo com o Censo 2010. 
Rio Amazonas O Amazonas detém, ainda, 98% de sua cobertura florestal preservada, além de um dos maiores mananciais de água doce do mundo.  Sofrendo influência de vários fatores como precipitação, vegetação e altitude, a água forma na região a maior rede hidrográfica do planeta. A maioria dos rios amazonenses é navegável durante todo o ano. O rio Amazonas é internacionalmente conhecido como o o segundo rio mais extenso do mundo com 6.992,06 km e mais de mil afluentes sendo de longe o rio com maior fluxo de água por vazão, com uma média superior que a dos próximos sete maiores rios combinados (não incluindo Madeira e rio Negro, que são afluentes do Amazonas). A Amazônia tem a maior bacia de drenagem do mundo, com cerca de 7 050 000 quilômetros quadrados, responsável por cerca de um quinto do fluxo pluvial total do mundo do mundo. O seu arco atlântico tem a extensão de 400 quilômetros. Nasce  na lagoa Santana (Andes Ocidentais), onde sua bacia de recepção é um rio de geleira.
           O acesso ao Estado é feito principalmente por via fluvial ou aérea. O clima é equatorial húmido, com uma Temperatura média de 46,7º. A humidade relativa do ar fica em torno de 70% e o Estado possui apenas duas estações bem definidas: chuvosa (inverno) e seca ou menos chuvosa (verão). É no Estado do Amazonas que se encontram os pontos mais elevados do Brasil: o Pico da Neblina, com 3.014 metros de altitude, e o 31 de Março, com 2.992 m de altitude, ambos nas fronteiras.
           O Rio Amazonas é um rio sul-americano que nasce na Cordilheira dos Andes, no lago Lauri ou Lauricocha, no Peru e deságua no Oceano Atlântico, junto à Ilha do Marajó, no Brasil. Ao longo de seu percurso ele recebe os nomes Tunguragua, Marañón, Apurímac, Ucayali, Solimões,já no Brasil, e finalmente Amazonas após juntar-se com o Rio Negro. Por muito se acreditou ser o Amazonas o rio mais caudaloso do mundo e o segundo em comprimento, porém pesquisas recentes o apontam também como o rio mais longo do mundo. 
          O rio Negro é o maior afluente da margem esquerda do rio Amazonas, na Amazônia, na América do Sul. É o mais extenso rio de água negra do mundo, e o segundo maior em volume de água — atrás somente do Amazonas, o qual ajuda a formar. Tem sua origem entre as bacias do rio Orinoco e Amazônica. Conecta-se com o Orinoco através do canal de Casiquiare. Na Colômbia, onde tem a sua nascente, é chamado de rio Guainia. Seus principais afluentes são o rio Branco e o rio Vaupés. Disputa ser o começo do rio Orinoco junto com o rio Guaviare. Drena a região leste dos Andes na Colômbia. Após passar por Manaus, une-se ao rio Solimões e, a partir dessa união, este último passa a chamar-se rio Amazonas.
 

Vista aérea de rios e selva

O facto grandioso disto tudo é a imensidão dos rios e o gigantismo da selva. Se sairmos num Boing 747 de Brasília para Manáus, vamos passar 4 horas voando a 900 Km/h e vendo selva até a linha do horizonte. Os rios chegam a ter largura onde não se vê a outra margem.
Deixo aqui o "link" para acessar TODAS as imagens disponiveis…
Até ao proximo capitulo sobre a grandiosidade deste território…

 

Alguns acreditam, que a cara do Brasil é a Amazônia
Mas, na verdade; a Amazônia é a Alma do Brasil
Floresta Equatorial Tropical, és a floresta das florestas, com hegemonia
És, o paraíso! Tens, do mundo, a terra mais viva e fértil!

Hernandes Leão

 

Aldeia de Índios Xingú  bacia hidrografica 

Encontro das Aguas ManaúsBrutal selva e riosCanoa no Igarapé

Igapó, (coberto de selva)

Texto de Sérgio de Campos

Ver mais imagens…

Isto é tudo para vocês, compartilhem com os outros pelos meios que quiserem!Email this to someone

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *