O interior do monumento do Cristo Redentor-Video


O interior do monumento do Cristo Redentor

Cristo Redentor à noite

O Cristo Redentor é um monumento retratando Jesus Cristo, localizado no bairro do Santa Teresa, na cidade do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Situa-se no topo do morro do Corcovado 709 metros acima do nível do mar. Foi inaugurado às 19h15min do dia 12 de outubro de 1931 dia de Nossa Senhora Aparecida, depois de cerca de cinco anos de obras. Considerado um símbolo do cristianismo, o monumento tornou-se um dos ícones brasileiros mais conhecidos internacionalmente. 

A construção de um monumento religioso no local foi sugerida pela primeira vez em 1859, pelo padre lazarista Pedro Maria Boss, à Princesa Isabel, no entanto, a ideia apenas foi retomada efetivamente em 1921, quando se iniciavam os preparativos para as comemorações do centenário da Independência.

A estrada que dá acesso ao local onde hoje se situa o Cristo Redentor foi construída em 1824. Já o caminho de ferro teve o primeiro trecho, (Cosme Velho-Paineiras), inaugurado em 1884. No ano seguinte, 1885, o segundo trecho foi concluído, completando a ligação com o cume. A ferrovia, que tem 3 800 metros de extensão, foi a primeira a ser eletrificada no Brasil, em 1906. A construção do Cristo Redentor, ainda, é considerada um dos grandes capítulos da engenharia civil brasileira. Foi erguida em concreto armado e revestida de um mosaico de triângulos de pedra-sabão originária da região de Carandaí, no estado brasileiro de Minas Gerais.

Controvérsias:

– Antes mesmo de ser construído, o Cristo Redentor era motivo de acaloradas discussões que dividiam o país entre católicos, protestantes e cidadãos sem religião… Apesar de, atualmente, protestantes de todo o mundo visitarem o Cristo, inicialmente os líderes da Igreja Batista eram contrários à construção, chegando a propor que o dinheiro arrecadado fosse usado na construção de uma obra beneficente.

Reação adversa à construção:

– Em 23 de março de 1923, seguidores da Igreja Batista declararam, em nota publicada em "O Jornal Batista", órgão oficial da Convenção Batista Brasileira, o seu desgosto quanto à construção do Cristo Redentor! A nota afirmava que a construção "será, a um tempo, um atestado eloquente de idolatria da Igreja de Roma"…

Entretanto, a Igreja Católica sempre se manteve firme na sua posição, argumentando jamais ter adoptado a idolatria na sua doutrina, esclarecendo continuamente que as imagens de santos nas suas igrejas são vistas pelos fiéis como exemplos de fé a serem seguidos.

Direitos de uso:

– Os direitos de uso comercial da imagem de Cristo no Corcovado pertencem desde 1980 à Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro13, embora haja disputa por parte dos herdeiros dos envolvidos na concepção da obra. O monumento está numa área cedida pela União à Arquidiocese do Rio na década de 1930, mas o acesso à estátua é realizado através do Parque Nacional da Tijuca, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

Entrada grátis para católicos:

– Em 21 de novembro de 2007, o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, (Rogério Rocco), afirmou que, a partir daquela data os católicos poderiam entrar gratuitamente no Cristo Redentor, mas apenas em datas agendadas pela Arquidiocese do Rio de Janeiro. A decisão causou desgosto nos admiradores da imagem que seguem outras religiões e naqueles que advocam pelo secularismo do estado.

Santuário católico:

– Em 12 de outubro de 2006 a estátua foi transformada num santuário católico nas comemorações de seus 75 anos. Há também na base do monumento uma capela católica devotada a Nossa Senhora Aparecida, onde há celebrações católicas como casamentos e batizados.

 

Isto é tudo para vocês, compartilhem com os outros pelos meios que quiserem!Email this to someone

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *