O Coleccionador de Lágrimas


O Coleccionador de Lágrimas

colecionador-de-lagrimas

Cury publica desta vez uma ficção histórica e por meio da trama electrizante protagonizada por um professor de história expõe na prática ideias essenciais da Psicologia Multifocal, linha terapêutica que exerce. O autor narra a experiência surpreendente vivida por um expert nos eventos que marcaram a Segunda Guerra Mundial.

Subitamente o personagem passa a ser perseguido por sonhos terríveis e noites insones, durante as quais revê os actos atrozes cometidos pelos alemães na época do embate global. Se tudo, porém, se resumisse a uma série de pesadelos, mas infelizmente eles se revelam reais e consistentes.

Ao testemunhar os fatos até então presentes apenas nas páginas dos livros, o mestre, de procedência hebraica, fica paralisado, sem ação diante do terror promovido pelo Führer Adolph Hitler. Stressado com esses eventos inusitados, ele estende a questão ao próprio ambiente profissional, promovendo controvérsias inflamadas que envolvem também os estudantes.

O protagonista acredita que uma força desconhecida está assediando sua psique, e neste momento recebe uma proposta inusitada de uma comunidade científica e de integrantes da alta hierarquia dos oficiais alemães. O grupo lhe pede que viaje no tempo em uma máquina construída para este fim e aí desembarcando seja o assassino de Hitler; desta forma os rumos da História serão radicalmente modificados.

E agora? O herói deve mesmo destruir a vida do tirano ao retornar à Europa na época do Nazismo? Será obrigado a eliminar o adulto ou o menino, indo às raízes de sua infância? O debate gira em torno de valores éticos; afinal, se o professor matar um garotinho, será ele melhor que o ditador sanguinário? Mesmo que o homem seja morto, se as pessoas preservarem a inconsciência crítica, quantos outros psicopatas como Hitler terão a oportunidade de ascender ao poder?

O protagonista terá mesmo coragem de realizar este julgamento sumário do líder nazista e de seus parceiros? Cumprirá sua missão junto a si mesmo e a toda a Humanidade? Qual o melhor caminho a seguir, destruir ou modificar a mentalidade das pessoas, tornando-as mais conscientes?

Augusto Jorge Cury é um dos escritores nacionais mais lidos entre os brasileiros. O psiquiatra e psicoterapeuta realizou um extenso e minucioso trabalho de pesquisa para elaborar esta obra, o que consumiu mais de dez anos da sua vida. Ele recorreu a bibliotecas, livrarias e campos de extermínio, especialmente os de Auschwitz e Birkenau, além do Museu do Holocausto.

O autor nasceu em Colina, no dia 2 de Outubro de 1958. Sua obra basicamente abrange livros de natureza psicológica, centrados na Inteligência Multifocal. Sua produção literária já foi lançada em mais de 60 países.

Download aqui

Isto é tudo para vocês, compartilhem com os outros pelos meios que quiserem!Email this to someone

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *